quarta-feira, 12 de março de 2014

Noite épica: eu conheci os caras do Franz Ferdinand!

If you want to read this post in english click here.

Meu histórico com a banda

Eu sempre gostei de Franz Ferdinand. E há muito tempo que eu gosto. Como eu conheci eles? Pelo Guitar Hero. Hahaha isso mesmo. E a partir daí eles se tornaram a minha banda da atualidade preferida. Eles são a única banda que eu ainda faço questão de comprar os cds (eu tenho todos, menos o último - que eu vou comprar no Brasil).
Eu nunca fiz o tipo tiete não, mas eu sempre quis ir a um show deles - ao vivo eles deveriam ser ainda mais contagiantes.

Quando eu tinha 16 anos eles tocaram no Rio de Janeiro e eu tinha pedido aos meus pais pra ir. Minha mãe disse que iria comigo. Mas quando os ingressos começaram a vender - surpresa: meu pai disse que claro obviamente que eu não ia viajar só pra ver uma banda ~ isso nunca fez sentido na cabeça dele ~ e ainda mais em ano de vestibular. Fiquei frustradíssima.

Ano passado, assim que soube que eles iam tocar no Lolla Palooza, comprei logo os ingressos - mas depois fiquei frustradíssima de novo: descobri que eles iam tocar NO RECIFE e eu não estaria lá... porque eu já estaria em São Paulo pro festival. Bom, eu ia ver eles de algum jeito né, menos mal.

Pra compensar a frustração, fiz um cartaz com um "Recife <3 you" (hahaha bem breguinha, admito) e levei pro show no Lolla. Fiquei na grade e o Alex me viu, haha. Missão cumprida. (eles tinham tocado no Recife no dia anterior e chegaram em São Paulo e Recife continuava lá).

Lolla Palooza do ano passado hahaha


Lolla Palooza ano passado, eu tava o mais perto possível... mas ainda
muito longe


Claro que o show do Lolla foi ótimo, afinal, estamos falando de Franz Ferdinand, mas era um festival - o que tornava tudo muito impessoal. O palco era enorme, tinha muita gente que nem conhecia as músicas, tinha.muita.gente.gente.demais.

Ps.: Há muito tempo atrás, eles me responderam no myspace (o Alex) e ano passado, depois do show do Lolla, o Alex também me respondeu no Twitter :)




Meu segundo show

Quando eu descobri que eles iam tocar aqui na Alemanha - em Hamburgo, que é aqui do lado e eu vou de graça com o lindo maravilhoso semesterticket - não tive nem dúvidas, comprei o ingresso assim que começou a vender. Paguei 50 euros (43 na verdade, o resto foi taxa de entrega). Valeu cada centavo.

O show foi num lugar chamado Docks, que fica na famosa Reeperbahn. Segundo a Wikipédia (hehe), Metallica, Red Hot, Black Sabbath, Ramones, Ozzy e David Bowie já tocaram lá. E a própria Franz Ferdinand já tinha tocado lá antes - fiquei sabendo disso quando Alex Kapranos comentou que estava honrado em poder tocar "Walk away" porque ele tinha escrito essa música da vez passada em que estiveram lá, no porão da Docks. E a Docks é um lugar suuuper pequeno. Pra galera do Recife, eu compararia com o The Pub (que hoje não existe mais, acho que virou Iguana sei lá o quê) - é quase do mesmo tamanho. Ou seja, bem intimista. Perfeito.

Cheguei na porta uma hora e meia antes de abrirem. Pra minha surpresa, tinham no máximo umas 5 pessoas.  A fila só cresceu um pouquinho (deviam ter umas 30, 40 pessoas), perto das 19h - que foi quando abriram lá. Eu e Fernando conseguimos ficar na grade, bem no meio, facilmente. E ficou tudo muito muito vazio. Só encheu mesmo quando deu 20h - a hora prevista pra começar o show. E quando eles entraram no palco... surpresa! Não eram eles. Ficou todo mundo com uma cara de tipo "to no lugar errado?", "eles encolheram?", "será que é um cover e eu não sabia?" - porque simplesmente em canto algum avisaram que uma tal de uma banda chamada Citizens - from London, como eles ressaltavam a cada 5 minutos - ia abrir pra Franz. O cantor super incorporou o rock star e ninguém sabia as letras. Mas admito que a banda parece boa, fiquei de dar uma sacada no youtube depois. Acho que rolou alguma jogada de Franz pra colocar eles pra tocarem lá - aparentemente as bandas são amigas.

pegadinha do malandro: não era o Alex
Ignorem a minha cara de retardada e observem o espaço
que tinha frente do palco poucos minutos antes do show
começar. Quando isso aconteceria no Brasil? Nunca.























Mais uma vez, fiz um cartaz "Recife <3 you". Direto do nordeste brasileiro pro norte alemão! Foi a primeira coisa que o Alex viu quando entrou no palco hahaha fiquei super feliz. A cara de espanto dele e do Nick foi sensacional hahaha era essa mesma a intenção.
O show foi suuuper longo, eu fiquei tentando lembrar quais músicas eles NÃO tocaram haha. Foi incrível mesmo :) Não podia ter sido melhor. No final, abri meu cartaz de novo e o Nick jogou uma baqueta pra mim (to me sentindo muito fã retardada, hahahaha juro que não sou assim, mas não tinha como não ficar retardada com tanta atenção).



eu e Fernando esperando o show começar 
Dessa vez sim eu fiquei perto
Fiquei bem na frente do Nick
Os caras são muito gente fina

No final, eu e Fernando esperamos na porta de trás da Docks pra ver se conseguíamos tirar pelo menos uma foto com eles - a gente veio de tão longe né (ok, de Bremen), já tava lá, não custava tentar. Achávamos que seríamos os únicos esperando por eles, mas depois de meia hora chegaram mais 5 pessoas e ficamos todos bests. Tinha um casal mais velho muito engraçado que tinha levado fotos impressas que já tinham tirado com a banda pra dessa vez eles autografarem. Tinha um cara de Hamburgo com um amigo que já tinha ido pra DOZE shows deles e por isso nem se importou em pedir foto nem nada. Tinha uma menina que tava indo pro primeiro show deles e tava doidona lá perguntando a cada 5 minutos pros seguranças se eles tavam vindo. E eu ~a maluca do Recife~ e o Fernando.

Eles saíram de um por um. Primeiro passou o Paul - que tem cara de ser uma figuuura, muito doido mesmo. Quando eu disse pra ele pra voltarem pro Brasil ele respondeu algo do tipo "afe, é uma eternidade voando", quase disse "eu não". HAHAHAH 


Fernando, Paul e eu
Depois saiu o Bob, que é fofo, mas é super apagadinho. Ele simplesmente passa o show super sério. Não entendo.
Bob e eu

Depois foi a vez do Nick, que é o meu preferido :D assim que ele saiu, ele virou logo pra mim e fez "aaaah, a menina do Recife, nééé?". Morri. Aí eu disse que não tinha visto eles em Recife :( A gente ficou lá super conversando, ficou uma rodinha lá e parecia que todo mundo era muito amigo há muito tempo. Ele passou um tempo conversando em alemão com a galera (ele estudou/cresceu em Munique) e se despediu.

Nick e eu


Nick e eu
Depois chegou o Alex (sacaram a hierarquia por ordem de chegada, né?). Ele também me reconheceu como a brasileira hahaha. E ficou lá conversando com a gente durante um tempão. Eu juro que não esperava que ele fosse tão legal. Na minha cabeça ele era meio estrela, meio metido, sei lá.

Os assuntos que rolaram: os alemães apontaram um erro de digitação numa camisa e outro num encarte de um cd - tipo wtf HAHAH e o Alex na mesma hora "Isso foi o Nick que digitou! Amanhã mesmo a gente vai corrigir isso"; a roupa que eles tavam usando (era de um designer aí, não lembro o nome, mas achei bem legal); as versões ao vivo e do cd de Lucid Dreams; em algum momento ele disse que não gostava muito de tocar "All for you Sophia"; e eu perguntei quais as bandas que ele gostaria de assistir - ele respondeu UM MONTE DE BANDA, eu acho que eu não conhecia nenhuma, não me lembro direito do nome de nenhuma (o sotaque dele não ajudava, é sério), acho que a última que ele falou foi Django Django (vou dar uma sacada depois também).
Ele ficou um tempão mesmo com a gente e acho que se tivesse surgido mais assunto, ele teria ficado mais. Tava um clima fim de show tipo, vamos agora todo mundo tomar uma cerveja ali no bar da esquina - foi só o que faltou. Quando ele tava indo embora, eu falei alguma coisa tipo "espero ver vocês logo no Brasil", ele já tava bem longe, aí ele parou, se virou, ficou super sério e fez "Ahhh, a gente tá indo no fim desse ano, em novembro!".

Bom, espero não ser linchada pelos fãs caso eles não apareçam no Brasil em novembro depois de dar um furo desses.

Eu e Alex


Lembrancinhas de ontem: a baqueta que
Nick jogou pra mim e o ingresso com o autó-
grafo de todos :)
Ps.: Eu esperava que eles fossem tocar alguma música em alemão (pra quem não sabe, eles têm algumas versões em alemão)

Ps2.: Tinha um cara do meu lado, na grade, que não se mexeu a noite inteira, não cantou uma música, nada. Parecia que ele tava com raiva de estar lá. Eu hein.

Ps3.: Tinha um pai com o filho lá (ele devia ter uns 8 anos) e o pirralho sabia todas as letras! Achei muito massa hahaha

Ps4: Brasileiros, por favor, não fiquem recalcados. Acho que isso nunca teria sido possível no Brasil por causa da grande quantidade de fãs e seguranças e etc. Mas aqui, na Alemanha, a galera parece não ser do tipo que se importa muito (e eles não parecem conhecer a banda direito, pra ser sincera), então foi muito mais fácil entrar em contato com eles.



Vídeos

Saca como eu tava perto vei ~

video


video



O melhor vídeo: eles fizeram a mesma coisa no final do show do Lolla também! Muito massa haha

video


Nenhum comentário:

Postar um comentário